• Yubertson Miranda

2012: a Quadratura de Urano em Áries e Plutão em Capricórnio na nossa vida


Tenho o Ascendente em Áries e o Sol em Capricórnio. Além de Plutão e Urano em Libra. O Plutão faz quadratura com meu Sol. Portanto, sou parte diretamente interessada no que essa quadratura pode representar em termos de desafios e aprendizados. Quero extrair o melhor dela.

Ela já se configurou em 2010. Esteve forte de Julho a Setembro de 2011. E as outras datas em que ela estará mais ativa são: Maio a outubro de 2012 Abril / junho e outubro / novembro de 2015 Janeiro / março de 2016


Áries é um Signo que simboliza o dinamismo de sempre avançar. Não tem saco para a lerdeza. Gosta de movimento, de tomar a frente e resolver as coisas logo quando elas surgem. Não tem paciência com a paciência. Por isso, seu lado negativo é associado à impulsividade, imprudência, agressividade e ansiedade.

Agora você imagine o quanto esse ritmo ariano rápido se acelerará com a presença de URANO – o súbito – nesse Signo? Urano é a velocidade do relâmpago. É o choque que surpreende. A surpresa que altera. A inovação que desbamca a tradição.

Pode-se se esperar, portanto, que 2012 será um ano ainda mais acelerado. Se a impressão de que o tempo voa já existe, imagine neste novo ano?

Daí o risco de muitos acidentes… porque a velocidade estará numa rapidez extrema. E quanto fazemos tudo de uma maneira muito acelerada, o risco de nos precipitarmos é grande. A distração também costuma acompanhar a impaciência e a impulsividade. Deixamos passar vários detalhes por conta de querermos logo resolver as coisas.

Áries também é liderança. É aquele que inicia os movimentos para se conquistar os objetivos. É o líder. Urano é a inovação, a rebelião – porque detesta a rotina do convencional e os rótulos tradicionais. Prefere o novo, o original, a novidade.

Assim, pessoas cada vez mais jovens irão tomar a frente de movimentos revolucionários, sociais, progressistas. Lideranças com pouca idade (e experiência – porque Áries é a inocência da fase jovem) poderão propor saídas emergenciais para as crises ou simplesmente comandarem as situações e atividades.

Creio que um exemplo pode ser o Neymar. Um garoto tão jovem, há dois anos como profissionais, e já líder da equipe santista e também da seleção brasileira. Jovens nas diversas áreas poderão exercer esse papel de liderança desde tenra idade. Ser aqueles que propõe novas tendências, novas perspectivas – porque tanto Áries quanto Urano preconizam o futuro no presente ao apresentar o novo, as novidades.


Capricórnio já é o velho. Representa a maturidade do ancião. Saturno – o velho – é seu regente. Tanto que as pessoas de Capricórnio (ascendente, lua, sol ou muitos planetas nesse signo) costumam aparentar uma maturidade precoce. “Já nascem velhos.” Muitos costumam ter problemas de pele ou ter seu rosto bem marcado, quer com espinhas ou não – como se as marcas do tempo cravassem cada ano de vida na face do saturnino (capricórnio ou saturno na 1).

Capricórnio é portanto o controle, as regras sociais implantadas na prática como formas de definir os limites do livre-arbítrio dos cidadãos. É o super ego de Freud. O que eu devo ou não fazer, o que é permitido ou não, o que é aceito socialmente ou não.

Por isso Capricórnio está associado ao Estado, ao Governo. Ao pai que dita as regras. À autoridade que delimita a ação dos subordinados. Ao chefe, ao patrão, ao dono. A quem comanda, a quem tem o controle e a autoridade.

Capricórnio também é a marca que queremos deixar no mundo. Porque quer ser respeitado socialmente, reconhecido profissionalmente. Ambição.

Agora imagine o que Plutão transitando por Capricórnio indica. Plutão aparentemente é o poder sutil, manipulador e controlador que quer impor sua vontade sem que os outros percebam isso. Porque esse lado “aparente” de Plutão representa o lado resistente às mudanças, às significativas mudanças que ele almeja viver.

Porque Plutão quer tudo 100%, quer tudo de corpo e alma. Como um dos regentes de Escorpião, Plutão simboliza a intensidade, a profundidade, o desejo de se envolver apaixonadamente naquilo que faz.

Então, existe o risco de cada um de nós resistir às mudanças (Plutão) estruturais, profissionais, governamentais, estatais e estruturais (Capricónrio). Isso pode ser lido como a resistência em mudarmos nossa forma de governo, nossos sistemas políticos, econômicos, etc.

Mas Plutão não deixa pedra sobre pedra. E quanto mais resistirmos a seguir aquilo que realmente é a nossa paixão, o risco de perdermos tudo é imenso. Quando vemos, já era. Tudo foi dilacerado pela fúria plutoniana que almejava o nosso corajoso envolvimento dentro do processo de mudanças necessário para termos mais tesão pela vida.

Um exemplo prático e individual é o fato de uma pessoa, por exemplo, buscar uma carreira, uma profissão (Capricórnio) só porque esta é vista como um meio para se atingir um fim (Capricórnio): o status, o poder, a autoridade e o reconhecimento/sucesso (Capricórnio). E não porque é realmente apaixonada (Plutão) por tal carreira ou profissão (Capricórnio).

Pessoas mantendo-se num emprego seguro, estável, mesmo insatisfeitas… é o que poderemos ver. Por medo, medo de se entregar de corpo e alma (Plutão) à sua verdadeira vocação (Capricórnio).

O risco de tal pessoa perder o emprego, adoecer, se envolver em esquemas corruptos, enfim, em algo que aniquilará sua estabilidade e lhe trará prejuízos é grande.

Em termos coletivos, podemos observar essa tendência plutoniana nas mortes e quedas (Plutão) dos ditatores (Capricórnio): Saddan Hussein, Bin Laden, Kadhafi, Kim Jong-il, etc. Fidel e Hugo Chavez estão no portal, quase chegando no reino de Hades. Cérbero – o guardião do Portal – os espera:


Falei ontem no facebook que o problema é que agora – com a queda dos ditadores – é o momento de surgir novas (Urano) lideranças (Áries) rebeldes (Urano). E a inocência (Áries) dessa rebeldia (Urano) pode facilmente se deslumbrar pelo poder (Plutão) de comandar (Capricórnio).

Na nossa vida, estamos – e em 2012 mais fortemente – estaremos lidando com a necessidade de desapegar de certas aparências sociais (status, poder, emprego vistoso, estabilidade desvitalizante) e de buscar novos projetos, novas perspectivas, novas ideias muito mais estimulantes e apaixonantes para reciclar nossa vida como um todo e termos mais prazer e satisfação em nossa vida pessoal e profissional.

Claro que o risco de nos precipitar ao sair bruscamente de um emprego, por exemplo, é grande. Será difícil conciliar a necessidade de mudança para ontem (urano em áries) com o vital processo paciente – mas ao mesmo tempo dinâmico – de planejar nossa mudança profissional (plutão em capricórnio). Mas se soubermos criar condições novas, criativas e inspiradas de fazermos essa transição com perseverança, planejamento e praticidade, essa mudança poderá ser mais construtiva para nós e para os que convivem conosco.

Beijãozão nocês… Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo