• Yubertson Miranda

A autossabotagem no processo da co-criação!


Muita gente acha estranho o fato de eu ser formado em Filosofia e gostar de livros de auto-ajuda. Infelizmente, associa-se Filosofia com uma linguagem rebuscada, intelectualizada, árida, só para “iniciados.” O que adianta escrever algo para poucos entenderem?

Por isso gosto de livros de auto-ajuda. Eles falam numa linguagem simples e efetiva, com exemplos claros. Não são elitistas como a maioria dos livros de Filosofia. O que eu quero é praticar o que for melhor pra mim, naquilo que eu me identificar em cada fonte de conhecimento.

Digo isso porque o livro OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA, de T. Harv Eker, pode até parecer auto-ajuda. Na verdade, é. Só que tem uma profundidade que não é tão comum de ser vista nesses livros. Porque ele vai nos enroscos mais puxados de crenças e posturas que nos avacalham no caminho do sucesso, principalmente financeiro. 

Harv tem uma visão profunda das causas de certas desculpas, justificativas, comodismos e atitudes que costumamos ter diante da possibilidade de nos tornarmos mais prósperos. Ele é uma espécie de OSHO na auto-ajuda financeira. Desmistifica muita coisa e escancara verdades de uma maneira esplêndida. 

Em um determinado trecho do livro, ele lança um dos inúmeros desafios que permeiam sua obra. O que quero abordar hoje aqui no blog diz respeito a um hábito que costuma ser aquele que mais mina nossa energia no rumo do que realmente importa.

Com a palavra, T. Harv Eker:

“Vou lhe passar um dever de casa e prometo que ele lhe dará uma grande oportunidade de mudar a sua vida. Eu o desafio a não reclamar de nada durante os próximos sete dias. E não apenas em voz alta, na sua cabeça também. Porém, você terá de fazer isso nos próximos sete dias inteirinhos. Por quê? Porque durante os primeiros dias talvez você ainda receba alguma coisa ruim “residual” do passado. Por isso pode demorar um pouco para ela se dissipar.

“Se você costuma se lamentar, esqueça por enquanto a ideia de atrair o sucesso. A atitude de culpar os outros, justificar-se e queixar-se tem o mesmo efeito das pílulas. Só serve para reduzir o estresse. Alivia a tensão do fracasso. Pense nisso. Se a pessoa não estivesse sendo malsucedida de algum modo, ela precisaria responsabilizar alguém, arranjar uma justificativa para isso ou reclamar? A resposta óbvia é: não.

De hoje em diante, quando você se vir culpando os outros, se justificando ou se queixando, pare imediatamente. Lembre-se de que você está criando a sua vida e atraindo para ela, a todo momento, o sucesso ou algo negativo. É fundamental que escolha cuidadosamente os seus pensamentos e as suas palavras.”

E aí? Topa o desafio?

Beijãozão nocês…

Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

HORÓSCOPO do DIA 22-04-21 / Conversas e Estudos em Destaque

. A Lua está ainda no finzinho de Leão (até10:08h) e saindo de uma oposição com Júpiter em Aquário (até 6:42h). Alguns excessos logo cedo, seja de preguiça, de sono, de fome ou de saber, de conhecimen

© 2023 por Coisas Encantadoras. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon