• Yubertson Miranda

A Fé e o exemplo de Selton Mello em O Palhaço!


Ontem à noite eu assisti com a Cris o Gnt.Doc. Falava sobre os bastidores do filme O Palhaço, de Selton Mello.

Procurei se havia algum vídeo já postado no youtube com o documentário na íntegra. Não achei. Assim que tiver, eu colocarei aqui no blog. Por enquanto, apenas o link da propaganda:

http://gnt.globo.com/maisdatv/noticias/Filme-O-Palhaco-ganha-documentario-inedito-no-GNT.shtml

Porque eu não considerei reproduzir nas palavras de Selton o que ele disse no início do programa.

Ele subia o morro rumo ao topo de uma montanha, onde a locação ficaria para o filme ser filmado.

Pingos de chuva respingavam na câmera. E as nuvens densas formavam o cenário ao redor do ator, diretor, roteirista.

Ele, então, parou, olhou para a câmera e disse:

“Se chover, se fizer sol, se ficar chovendo, fazendo sol, enfim, eu aceito o que vier. Independente do que vier, nós faremos o filme.”

Mas não foi uma frase egóica, orgulhosa, de afronta às condições externas, meteorológicas. Foi um completo disprendimento. Foi uma entrega total. E uma disposição de se adaptar às situações, aproveitando-as, estando em harmonia com elas no processo de conseguir realizar aquele ideal junto com toda a equipe.

Isso é que foi bonito. Isso é fé, é entrega.

E sabe o que aconteceu? Quando eles iam filmar, o céu abria, o sol aparecia. Quando terminava, o céu se fechava e a chuva vinha. E olha que foi na época das chuvas, que todo início de ano castigam o Brasil. A cena final, que é uma cena “solar”, putz, o céu abriu com força e o sol brilhou magnânimo.

Eis a lição da real postura de se entregar, de aceitar incondicionalmente as circunstâncias externas. Quando há essa entrega, o universo realmente conspira a nosso favor. É o que ocorreu nas filmagens de O Palhaço, de Selton Mello.

Beijãozão nocês…. Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo