• Yubertson Miranda

A força da nossa mudança sobre quem desejamos mudar…


É impressionante o quanto emperramos a NOSSA vida e contribuímos para emperrar a vida do OUTRO quando insistimos em querer mudar o outro.

E mais impressionante são os efeitos aparentemente mágicos e miraculosos quando paramos de querer mudar o outro e fazemos os movimentos de mudança em nós e em nossa vida.

Fico de bobeira sobre as correntes que nos unem, as forças que nos conectam. Enfim, o quanto estamos ligados por fios invisíveis, mas tremendamente poderosos.

Sempre ouvi minha sogra falando que não estava satisfeita onde morava e queria se mudar daquele bairro. Minha esposa disse que esse desejo é de anos. Há anos minha sogra falava isso… Mas continuava lá.

Durante o tempo que convivi com ela, eu vi a gente (eu, minha esposa e parentes da minha sogra) enchendo a cabeça dela para fazer isso, isso e aquilo para, então, mudar.

Pergunta se ela fazia? Ela, pelo contrário, aí que ficava ainda mais naquele apartamento, daquele bairro. E mais reclamava que queria mudar…

Ela já tinha liberado vários corretores de várias imobiliárias de vender seu apê. Muito de vez em quando aparecia um ou outro olhando seu apartamento. Nada além disso. Nem uma propostazinha sequer.

Eu e minha esposa decidimos parar de dar conselhos e até mesmo de tocar nesse assunto de insatisfação com aquele lugar e do desejo de mudança que minha sogra insistia. Paramos com isso.

E ocorreu de nós dois sim, por querermos morar juntos, ainda noivos, buscar um apê para alugar. E, então, casarmos.

Procuramos, esperamos, conseguimos, assinamos e mudamos.

Sabe o que aconteceu menos de um mês depois???

Em uma semana, REPITO, uma semana!!!, minha sogra conseguiu um comprador e encontrou um outro apartamento, num outro bairro, para morar. E para lá se mudou!!!

Ficamos chocados quando ficamos sabendo que ela tinha conseguido comprador e que já encontrara outro local para morar. E que estava já se mudando para lá…

Lembro que eu e minha esposa conversamos sobre isso. Percebemos o quanto o nosso movimento, cuidando da nossa vida, das nossas próprias e necessárias mudanças, contribuiu para a mudança de minha sogra. O quanto nós, por termos verdadeiramente respeitado o ritmo de ser e de agir de minha sogra, deve ter ajudado de alguma forma – inconscientemente/psiquicamente – nesse movimento da minha sogra…

E ontem, lendo Alegria e Triunfo, me deparo com este trecho (o qual me fez lembrar esse episódio em minha vida e me deu a ideia de escrever este post):

“Amiúde me pedem: “Fazei tratamentos para mudar a disposição de meu marido ou de meu irmão.” A esses pedidos respondo invariavelmente: “Não; farei tratamentos para mudar vossa atitude, e quando a mudardes, vosso esposo ou vosso irmão mudarão.” Pg 28 É isso! Se quer mudar alguém, mude a si mesmo. Você verá o quanto ajudará esse alguém a mudar – e terá mais chances de ver a mudança ocorrer na vida dele, nele.

Beijãozão nocês… Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo