• Yubertson Miranda

A Morte, o erro e a culpa.


Quando o Arcano 13 sai no Templo de Afrodite designando uma pessoa, por exemplo, tendemos a dizer que essa pessoa que o consulente está interessado é muito exigente, crítica, dura.

Isso é fato. Constato isso na prática. A partir desse detalhe do perfil de uma pessoa num jogo para relacionamento amoroso, eu passei a observar a aplicação dessa dinâmica dA Morte como Arcano do Dia ou em outro Método de Tarot.

Foi aí que percebi um ponto bem interessante… Reparei que quando se erra em alguma tarefa do cotidiano – justamente no dia em que A Morte é a carta que o representa -, a dor desse erro dói nos ossos (morte – esqueleto). E, claro, a culpa vem a galope.

E por que a culpa vem visceralmente diante do erro?

Porque A Morte simboliza uma baita exigência crítica. Quando somos muito exigentes conosco, o erro dói muito mais.

Porém, A Morte vem exatamente mostrar que os erros são veículos da mudança (tema central desse Arcano). É por meio do reconhecimento dos nossos erros que temos a oportunidade de mudar, ao fazer diferente da próxima vez. É isso que gera crescimento, desenvolvimento, mudança construtiva.

Em vez de ficarmos com o sentimento de culpa (o qual denota um grau de exigência absurda), precisamos encarar o erro como um instrumento de mudança, um sinal do que precisa mudar. Eis o que A Morte vem nos ensinar…

Beijãozão nocês… Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo