• Yubertson Miranda

Ano Pessoal 8 de Dunga, Muricy Ramalho e Celso Roth!


O que Celso Roth, Dunga e Muricy Ramalho têm em comum além de serem treinadores? Eles compartilharam neste ano de 2010 a mesma simbologia do Ano Pessoal: a do Número 8!!

Roth e Muricy nasceram dia 30/11. E Dunga nasceu 31/10. O cálculo do Ano Pessoal é feito ao somar (Dia+Mês de Nascimento) + Ano Universal (Ano Vigente).

Este ano (Ano Vigente) é 2010. Portanto, 2+0+1+0 = 3 (eis a simbologia do Ano Universal).

Pegando o 3 e somando ao Dia e Mês de Nascimento desses técnicos de futebol, encontramos o 8 como símbolo do Ano Pessoal deles.

O senso comum acredita que o 8, por si só, é símbolo de reconhecimento social em função de uma conquista bem-sucedida. Não é bem assim. Cada Número é um símbolo e, como tal, representa um POTENCIAL. No Ano Pessoal 8, portanto, há a possibilidade (o potencial) de sucessos e conquistas sim. 

Tanto é que Celso Roth assumiu o comando do Internacional/RS nas fases finais da Libertadores e sagrou-se Campeão com o clube colorado. E Muricy foi Campeão Brasileiro com o Fluminense. Dunga teve a vitória pessoal de nunca ter tido experiência como treinador e conseguido, mesmo assim, levar o Brasil à Copa do Mundo. Tudo bem que a conquista da primeira colocação nas Eliminatórias se concretizou em 2009, assim como o sucesso na Copa América. Mas o fato dele estar ali, na África do Sul, como treinador de uma vitoriosa campanha com a seleção brasileira foi um feito, foi uma conquista. Mas não conseguiu vencer a Copa do Mundo. 

Aí que quero abordar um detalhe do Ano Pessoal 8. Existe sim o reconhecimento social. Mas a gente costuma considerar o reconhecimento social como algo bacana, positivo, bem-sucedido. Não. Há o reconhecimento, mas essa visibilidade social pode ser em decorrência de um mega-fracasso. 

Tudo envolvendo o 8 é grandioso, é considerável, é digno de nota. No caso de Dunga, foi o fracasso com a seleção brasileira na Copa do Mundo. E também aqueles episódios de abuso de poder, autoritarismo e conflitos com figuras de autoridade (com o Alex Escobar, da Rede Globo/Sportv, por exemplo). O 8 – simbolo do poder – pode indicar esses embates homéricos, autoritários e grosseiros.

E no caso de Celso Roth, foi um mega-fracasso, pois NUNCA um vexame foi tão grandioso (8). Pois até então, nesses anos todos de Campeonatos Mundiais de Clubes, um time sul americano não tinha ficado de fora da final do torneio. E a derrota de ontem para o Mazembe foi considerada uma das maiores (8) zebras da história do FUTEBOL MUNDIAL!

Fico feliz por ter previsto através do Tarot esse derrota que ninguém acreditava, pois ia contra toda a lógica e favoritismo futebolístico. O Tarot não tá nem aí pra isso. Mostra aquilo que é. Se o Tarólogo for capaz de ler, ele verá. Tive a felicidade e competência de conseguir enxergar, conforme publiquei no meu blog EXCLUSIVO sobre Tarot:

http://yub-tarot.blogspot.com/2010/12/mazembe-x-internacionalrs-qual-sera-o.html

O 8 é radical: ou é uma baita conquista, ou uma baita derrota. Mas o “baita” é uma essência que está presente em qualquer manifestação da simbologia desse número…

Beijãozão nocês…

Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo