• Yubertson Miranda

Arcano Menor = nossa reação ao Arcano Maior


A interação Arcano Maior e Arcano Menor parece inesgotável. A cada dia que passa, mais notamos como ela se processa de forma prática.

Porém, uma delas tende a se repetir – e se evidenciar – de um modo mais frequente e notório. É aquela que mostra o quanto o Arcano Menor revela nossa forma de reagir ao processo e à dinâmica mostrada pelo Arcano Maior.

Ontem saí com o par Roda da Fortuna – Rei de Copas.

A Roda da Fortuna é bem as surpresas da vida, as instabilidades. Surge algo mudando aquilo que estava planejado e inicialmente sendo vivido. Aí, no girar, esse algo que surgiu e parece que será desencadeado, também sofre do mesmo processo. Ou seja, surge outra coisa e nos apresenta outra experiência.

Daí a importância de estarmos disponíveis a não seguir uma rotina ferrenha em dias com Roda da Fortuna dando o ar de sua graça. Acasos, surpresas, crises e inesperados colorem a dinâmica desse dia. E assim foi ontem. Uma movimentação de experiências diferentes, fora da rotina, incomuns e surgindo de forma inesperada.

Como reagiremos a essas surpresas e bruscas alterações da Roda da Fortuna??

O Arcano MENOR que a acompanha poderá nos fornecer belas indicações. No meu caso, ontem, o Rei de Copas evidenciou qual tenderia a ser minha predisposição a reagir aos eventos representados pela Roda da Fortuna.

E notei o quanto estava mais compreensivo, compassivo e lucidamente sensível. A Roda da Fortuna apresenta uma ideias súbitas e umas intuições relâmpago. O Rei de Copas tem poder para acessar o reino psíquico, sutil, emocional e “mediúnico.”

Em outras palavras, rolaram alguns pressentimentos. E me preparei para os mesmos. Como? Ao meditar, descansar e me sintonizar com um astral bacana – naipe de Copas.

E isso me permitiu ser um ponto de apoio (estabilidade = Rei) emocional (=Copas) em certos momentos que surgiram de repente (Roda da Fortuna).

Realmente, parece que o ARCANO MAIOR é o cenário e as situações que o Destino nos “impõe”. E o Arcano menor o modo como reagiremos a tal dinâmica apresentada pelo Maior. Temos o livre-arbítrio de escolhermos o nível de expressão do que o MENOR simboliza, pois pode ser de uma escala muito positiva ou muito negativa (ou entre ambos).

Beijãozão nocês… Yub

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo