• Yubertson Miranda

Barcelona e o exemplo do Ano Pessoal 9 como divisor de águas


http://esporte.hsw.uol.com.br/barcelona.htm

Sabe quando o Barcelona foi fundado? Foi no dia 29/11/1899.

Então, diante da matéria abaixo, eu fui calcular o Ano Pessoal do time no ano de 2003. Porque foi nesse ano que o Presidente Joan Laporta assumiu o clube e este encontrava-se “com baixas receitas e altas dívidas.” E vendo o rival Real Madri em sua fase “galáctica” deixando os torcedores ainda mais insatisfeitos.

Foi aí que ele começou a fazer uma verdadeira transformação no clube catalão. O Barcelona passou por uma significativa mudança a partir de 2003 – quando vivia o Ano Pessoal 9. O ano das transformações, de que um ciclo de vida morre para dar início a outro completamente diferente, renovado.

O presidente aproveitou esse potencial e assim o fez, como podem ler em detalhes no artigo abaixo:


—————

O Barcelona sagrou-se campeão mundial no domingo ao vencer o Santos por 4 x 0. Naturalmente, e de bons anos pra cá, imprensa e fãs do futebol destacam a soberania do clube nos campeonatos que disputa e a beleza de vê-lo atuar. Apesar de toda essa magia em campo, o que muitos não sabem,é que para chegar neste Barcelona impecável de hoje, houve um trabalho árduo nos bastidores do clube. E não digo de muitos anos atrás, mais precisamente, apartir de 2003.Ao assumir o clube no começo de 2003, o presidente Joan Laporta encontrou o clube na seguinte situação: altas dívidas e baixa receita, torcedores sem confiança no clube e investimentos desnecessários por jogadores, como Fábio Rochemback (13 milhões de dólares) e Geovanni (18 mi de dólares). Paralelamente, o Real Madrid dava início a era “galáctica”. Neste contexto, a gestão do clube partiu para uma forte reconstrução de sua marca. A mudança começou a partir de uma política salarial de acordo com o rendimento em campo. Um rígido controle de custos foi imposto e o clube mirou a contratação de um jogador para conduzir esta nova era. Laporta intensificou amistosos na Ásia e Estados Unidos, aumentou significativamente o quadro associativo do clube e apesar do rígido controle nos custos, investiu em jogadores capazes de atrair os torcedores e com forte apelo no marketing. Neste objetivo, Ronaldinho Gaúcho foi o maestro.Na temporada 2002/2003, o Barcelona registrou €123 milhões em receitas (fonte: Deloitte), ocupando um inexpressivo 13º lugarno ranking geral. Em 2010, apenas sete anos depois, o Barcelona alcançava a incrível marca de € 409 milhões em receitas. Sandro Rosell deu continuidade ao trabalho de Laporta à frente do clube em 2010. Rosell seguiu fortalecendo alianças, pela primeira vez na história colocou um patrocinador no uniforme do clube e avançou firme na globalização da marca Barcelona (principalmente no mercado chinês).Na final do Mundial contra o Santos, pudemos notar a magia de um Barcelona em campo com nove dos onze titulares formados nas categorias de base, exceção feita a Dani Alves e Abidal. Em La Masía, a base do Barcelona, o jogador é preparado com base nos valores humanos, não a partir de vitórias.

Fica esta lição para o nosso futebol, valorizar e investir na base, que os frutos colhidos poderão dar resultados extraordinários. Temos matéria prima, mas nos falta vontade. O Barcelona sabia de sua necessidade e lutou para voltar a ser grandioso. Hoje, tem o mundo da bola aos seus pés. Dica: leitura do livro “A bola não entra por acaso” de Ferran Soriano, referência para este texto. *Eduardo Esteves é publicitário e profissional da área de marketing esportivo. Para ficar por dentro do assunto, acesse: www.mktesportivo.com ou Twitter @mkt_esportivo.

http://br.esportes.yahoo.com/noticias/trabalho-nos-bastidores-que-reflete-no-campo.html

Beijãozão nocês… Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

HORÓSCOPO do DIA 02-12-21 / Dia de Detox

HORÓSCOPO do DIA 02-12-21 / Dia de Detox . E essa intensa, catártica e surtada lunação escorpiana uraniana que teve eclipse lunar vai chegando ao fim com a Lua minguando no próprio signo. E como essa