• Yubertson Miranda

Cocriação, Viagem no Tempo e Realidades Paralelas

Saudações ATEMPORAIS e MULTIDIMENSIONAIS a todos!!

Venhos percebendo o quanto a Viagem no Tempo NÃO é linear e física, mas, sim, psíquica/interna.

Quando assistimos filmes no estilo Efeito Borboleta, De Volta para o Futuro, Dejá Vú, por exemplo, parece que a mudança de um evento passado gera uma mudança física e palpável no presente e no futuro. Nosso eu passado, ao fazer uma outra escolha, muda os eventos que nos ocorrerão no futuro, por ter alterado o presente com essa nova decisão.

Porém, algumas experiências que a Cris teve e que eu venho vivendo me fazem questionar essa dimensão tempo. A mudança no presente e, consequentemente, no futuro, ocorre porque RESSIGNIFICAMOS um evento passado (e não quando o alteramos fisicamente ao nos encontrar com um eu vivendo naquele tempo).

Quando, por exemplo, diante de uma repetição dolorosa de relacionamentos afetivos passados, buscamos compreender o porquê dessa “escolha ruim” se repetir constantemente em cada escolha amorosa que fazemos atualmente, temos a oportunidade de nos encontrar com esse eu nosso que fez essas escolhas em termos de relações e que geraram tanto sofrimento.

Nesse encontro (interno, seja via sonho, projeção astral ou imaginação) com esse eu passado que escolhe repetidamente um determinado perfil de pessoa parceira e uma trama afetiva dolorosa, parece que esse eu passado continua vivendo ali, naquele tempo.

Sim, ele vive ali sim. Sempre que retornarmos internamente a esse tempo em que esse eu continua vivendo, veremos ele fazendo aquela repetida escolha afetiva “ruim.” Esse FATO, nós não mudaremos.

Porém, esse encontro com esse eu vivendo essa vida passada tem um objetivo maior: uma RESSIGNIFICAÇÃO do evento traumático/sofrido do passado. Quando compreendemos as causas que criaram tais padrões de escolhas afetivas “ruins”, atribuímos um NOVO SIGNIFICADO para o que antes era apenas visto como doloroso e sofrido.

Trazemos para o presente a conscientização de tais padrões e temos, com isso, a oportunidade de fazer escolhas afetivas a partir de um padrão diferente. E, assim, estaremos mudando nosso futuro, porque não repetiremos aquele padrão afetivo “ruim” depois da RESSIGNIFICAÇÃO que fizemos em nossa volta ao passado.

É por meio dessa conscientização e ressignificação que teremos condições de mudar o presente e o futuro. Não mudaremos os fatos passados, o que nosso eu passado viveu em cada fase, em cada experiência. Mas a qualidade de nossa escolha será diferente no presente e, consequentemente, no futuro.

Creio que a cocriação envolve a VIAGEM no TEMPO (psíquico) e o encontro com nossos eus vivendo essas vidas paralelas segundo essa perspectiva.

Podemos, também, avançar no futuro. Porque o futuro será a repetição de um padrão atual, do presente. E ele (o nosso eu futuro) pode nos revelar aquela percepção: se vc sempre fez o que fez, continuará obtendo o que obteve. Se queremos algo diferente no futuro, nossas escolhas precisam ser diferentes, nossa atitude necessita mudar (ser também diferente) no presente.

Então, buscar RESSIGNIFICAR o passado nesse encontro psíquico com nossos eus anteriores ou futuros poderá mudar nosso eu presente e o estilo de vida de nosso eu futuro. Pra mim, essa é a viagem no tempo que mais faz sentido.

E um exercício bacana de cocriação talvez seja escrever uma carta para nosso eu futuro (o eu que desejamos criar/ser), a fim de obter dele as informações dos hábitos e posturas que possui, por meio dos quais experiencia o modo como queremos viver.

Beijãozão nocês… Yub

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo